• Catarina Correia

Infertilidade | FALÊNCIA OVÁRICA PRECOCE | Histórias Inspiradoras | Programa pro-bono CC Clínica

Hoje trago-vos a história de um milagre


Este foi o caso selecionado para tratamentos pro-bono 2021. No dia em que fiz a avaliação senti-me sem chão, mais um caso, uma ferida imensa à minha frente e… uma fénix. Uma mulher que foi obrigada a renascer das cinzas (aliás, um casal…). Queria muito que este fosse o caso deste ano, e foi…


Não é fácil fazer um programa destes na área da infertilidade. As candidaturas são muitas, mas não posso abraçar todas. Por vezes as mensagens de tristeza ou indignação por não terem sido selecionadas, chegam… Não é fácil…


Mas hoje quero-vos contar uma das histórias mais bonitas que eu experienciei na minha vida profissional e que aconteceu com o caso selecionado deste ano.


Mulher, 35 anos.


Historial:

  • 2015

Fez pílula anticoncecional até 2015. Quando deixou a pílula e percebeu que não menstruava.

Diagnóstico de trompa obstruída (fez drilling para desobstruir).

Iniciou a terapêutica medicamentosa para indução da ovulação – sem sucesso.


  • 2018

Diagnóstico de falência ovárica precoce.

1ª FIV – desenvolvimento de um folículo. Ovócito imaturo.


  • 2019

2ª FIV – desenvolvimento de 2 folículos. Fragmentação de 1 embrião + 1 blastocisto. Transferência de um blasto com resultado positivo.


  • Mar/2020

Perda fetal às 41 semanas. Natimorto.


  • Set/2020

Estrogénio baixo. Ausência de menstruação.

Hormona Anti-mulleriana: 0,19


  • Fev/2021

Início dos tratamentos com medicina chinesa. Acupuntura + Farmacopeia + Dietoterapia Chinesa, com vista a preparação para FIV (a aguardar marcação da data do procedimento por parte do hospital).


  • Jun/2021

A paciente mantinha-se sem menstruar. Alterações no muco cervical. Gravidez espontânea (confirmada em jul).


Sabem aqueles casos que nós sabemos que tem tudo para ser um caso complicado. Este foi um desses casos. Falência ovárica precoce, uma anti-mulleriana baixíssima, anovulação, perda energética por um parto seguido de luto… Mas uma mulher cheia de esperança, com a certeza que o bebé dela estava só a aguardar para vir até si. Quando todos (pai, mãe e bebé) estivessem preparados, as coisas iriam fluir. Lembro-me de a ouvir dizer que ainda tinha esperança que acontecesse naturalmente…. E aconteceu. Por isso digo que os milagres acontecem a quem neles acredita.


É interessante perceber como na grande parte dos casos que recebo na área da infertilidade, a maioria chega sem esperança. Procuram a medicina chinesa como descargo de consciência, para que possam mais tarde dizer que tentaram de tudo. Sem esperança, sem fé e sem grande energia para continuarem na luta. Muitos com caminhadas de 7, 8 ou até 11 anos de exames invasivos e tratamentos malsucedidos. Destruídos…


Mais recentemente comecei a receber casos que partem para as suas primeiras FIVs. Chegam preenchidos com a certeza que na primeira FIV ou transferência as coisas vão dar certo. Que não precisam de fazer mais nada para além dos injetáveis, medicação e comparecer a algumas sessões de acupuntura. Depositam toda a responsabilidade nos profissionais que os acompanham e nem sempre seguem à risca as suas recomendações. Iludidos…


Existe um meio termo entre os destruídos e os iludidos. Era nesse patamar que esta paciente se encontrava. Num estado de fé de que tudo iria dar certo, com as mãos nas rédeas sobre tudo o que lhe competia fazer. Não entregou simplesmente o seu caso a um profissional e esqueceu a sua parte no processo. Não desistiu antes de começar. Ela estava no meio termo. No estado da Entrega…


Este estado é o mais poderoso deles todos. É aquele que permite realmente ver. Entregar, é confiar que tudo está no tempo certo. É sentir que se está a desempenhar fielmente o seu papel no processo e que a partir dali já só resta esperar. Entregar…


Engane-se quem pensa que neste estado de entrega não se sentem altos e baixos… oh, eles existem e são muitos. Mas o objetivo é tão maior que depois de chorar o que se tem a chorar, rir o que se tem a rir, volta-se novamente ao centro. Essa é a verdadeira superação. E o mais engraçado é perceber que mesmo quem chega no estado destruído ou no estado iludido, ao fazer o caminho muitas vezes sintoniza no estado da entrega. Isso é maravilhoso.


E para concluir que o texto vai longo… A Letícia é uma pessoa muito especial. Eu tive a felicidade de me cruzar com ela, e ela permitiu-me caminhar de mãos dadas durante uma parte do caminho da sua vida. Eu cá estarei, para quando de mim precisar.



Créditos pela foto: @rocketmann_team

#infertilidade #gravidez #falenciaovaricaprecoce #infertilidadefeminina #historiasinspiradoras #catarinacorreiamtc #sonhonocolo

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo